Fale Conosco

Blog

Steve Jobs planejou ‘guerra santa’ contra o Google

SAN FRANCISCO - Steve Jobs, o falecido cofundador da Apple, planejou em 2010 uma “guerra santa” contra o sistema operacional Android, do Google, rival do iOS usado em iPhones e iPads. A revelação se deu em antigas mensagens de e-mail de Jobs usadas pela Samsung como argumento de defesa na longa briga da sul-coreana com a Apple a respeito de violações de patentes, informou o “Wall Street Journal”.

“2011: Guerra santa com o Google”, escreveu Jobs num dos e-mails, datado de outubro de 2010 em que delineava tópicos da estratégia da Apple para o ano seguinte. “A Apple corre o risco de ficar num velho paradigma por muito tempo, e o Google e a Microsoft estão à frente da tecnologia” (para sincronizar dados, músicas, vídeos, fotos e apps em aparelhos móveis via serviços on-line). “Mas eles ainda não sabem muito bem como fazê-lo”.

Jobs continua, instando a empresa, em outro tópico, a “reunir todos os nossos produtos, de modo que possamos prender ainda mais os clientes ao nosso ecossistema”. O executivo então considerava que o Google estava à frente em tecnologias como notificações, tethering (uso do celular como modem de acesso à rede) e reconhecimento de fala, mas achava que projetos como o Siri conseguiriam fazer melhor.

A revelação dos e-mails pela Samsung visa a mostrar que a verdeira briga da Apple é com o Google, não com a coreana. Mas os advogados da empresa de Tim Cook afirmam que o litígio é com a Samsung, não com a gigante de buscas.